24 de fevereiro de 2016

Faith,Hope and Love - 10º Capítulo

-Com licença…

Zac e Vanessa se assustaram e levantaram-se rapidamente ao ver a pessoa.

-Sami... Oi!

-Er... Eu já vou indo!

Vanessa se esqueceu completamente que Zac tinha uma namorada. Como pode fazer isso? Se esqueceu de que também tinha um namorado... Ou uma farsa, pra falar a verdade... Mas mesmo assim não queria ser motivo de infidelidade  na boca do povo.

-Não, Vanessa! Espera! Não precisa ir...

Zachary a segurou pela mão, enquanto Vanessa olhava duvidosa se partia ou se ficava.

-Olha Sami... Me desculpa... Esquece o que viu aqui... Eu... Zac não teve culpa...

-Vanessa! Relaxa! Eu não me importo!

Sami interrompeu a morena, que a olhou surpresa e confusa. Que tipo de namorada não se importa de ver o namorado beijando outra?

-Como não?

-Nós não estamos mais juntos, Vanessa.

Zac entrou na conversa, fazendo Vanessa se surpreender. Por essa, ela não esperava.

-Eu... Bom... Não sei o que dizer!

-Nem precisa. Bom, Zac... Só vim lhe desejar meus pêsames. Sinto muito por Dylan.

Sami se aproximou de Zac e o abraçou. Vanessa olhou a cena e sentiu algo borbulhando dentro do peito. Seriam ciúmes? Com toda a certeza!

-Eu também. Obrigada por ter vindo!

-Gostaria de ficar mais, mas não posso. Tenho um voo para Vegas em uma hora. Fica bem, Zac!

-Você também, Sami!

Pobre Zachary. Mal ele sabia que sua ex jamais foi apaixonada por ele e sim por sua fama. Tudo bem que Sami gostava dele, mas apenas como amigo,sentia um carinho por ele, mas nada além disso.
Sami depositou um breve beijo na bochecha do loiro e acenou com a cabeça para Vanessa, saindo logo em seguida.

-Zac...

-Tá tudo bem, Vanessa! Não se preocupe com o que aconteceu... Ninguém vai ficar sabendo!

-Eu só queria dizer que sinto muito... E quanto ao que aconteceu, não me importo que alguém fique sabendo.

-E seu namoro? Quer ficar com má fama Vanessa?

-Namoro!-Vanessa disse rindo com ironia.- Aquilo foi um namoro só para mim! Austin mentiu para mim esse tempo todo!

-O que ele fez? Vocês terminaram?

-Ainda não. Mas logo resolvo isso. Vamos esquecer isso, ok? O que importa agora é você!

-Obrigada por estar aqui comigo, Vanessa!

-Zac, anjo... Não me chame assim! Eu odeio que me chame pelo nome! Posso ter me transformado em uma pessoa desagradável, mas por você e por mim eu quero voltar a ser aquela Vanessa de antes!

-Ela ainda está aí dentro, Nessa! É só você deixar ela se libertar.

Vanessa sorriu de maneira fofa e se aproximou de Zac. Passou os braços em volta da cintura dele e afundo o rosto na curva de se pescoço, sentindo o perfume natural que exalava de sua pele. Zachary segurou firme a cintura da menor e com uma mão entrelaçou os dedos nos cabelos negros, agora curtos e com pequenos cachos nas pontas.

-Vamos sair daqui um pouco Zac?

-Nessa... Não quero ir a lado nenhum. Preciso ficar com Dylan.

-Zac tudo o que você tinha e podia fazer por ele, você já fez. Agora ele só quer paz, para que possa descansar! Vamos, me deixe cuidar de você. Assim como você sempre cuidou de mim!

Zac apenas consentiu com a cabeça e se deixou ser abraçado por Vanessa e levado para fora do velório.

♥♥♥

Oi meninas!
Me desculpem pelo capítulo pequeno,
mas prometo que o próximo será maior!
Espero que estejam gostando da fic!
Comentem e até qualquer dia!
xoxo

10 de fevereiro de 2016

Faith,Hope and Love - 9º Capítulo

As horas se passaram e Vanessa, juntamente da família se preparava para ir ao funeral do Efron caçula. Ainda custava acreditar que isso estava mesmo acontecendo. Dylan sempre foi tão alegre e tão cheio de vida. Sentia-se triste e ao mesmo tempo pensava que o mesmo poderia acontecer ao seu pai, que também estava doente.

Terminou de se arrumar e logo estavam indo em direção ao local do velório.


Vanessa sentiu um calafrio. Seria a primeira vez que falaria com Zac, com ele acordado, depois do término do namoro deles. Sentia-se mal por isso. Mas estava disposta a passar por cima do seu orgulho e ficar ali para dar a ele o apoio necessário.

Ao descerem do carro, milhares de paparazzis começaram a perguntar Vanessa sobre ela e Zac.

“Vanessa, você e Zac Efron voltaram?” “Você sabia que Dylan estava doente?” “Como Zac está, Vanessa?”

Vanessa apenas ignorou as perguntas e seguiu para dentro do local. Sentiu o coração apertar ao ver a pior cena de todas. Zac estava ajoelhado ao lado do caixão, com a testa encostada no mesmo. Chorava enquanto Ashley tentava ampará-lo. Por onde olhava só encontrava pessoas chorando. Se aproximou de Starla e David e os abraçou, desejando-lhes os pêsames.

-Meu pequeno se foi Vanessa! Não sei o que será de nós agora...

-Dona Starla Deus sabe o que faz. Com certeza ele fez o melhor para que Dylan não sofresse.

-Tenho certeza que sim, minha filha. Vanessa, eu quero te pedir um favor...

-Pode pedir Starla...

-Cuide de Zac. Ele não quer sair de perto do caixão. Já está ali a muito tempo. Ele precisa de você, Vanessa. Por favor.

-Não se preocupe, Starla. Eu serei o que Zac precisa nesse momento. Eu prometo que vou cuidar dele.

Vanessa se afastou indo na direção de Zac, que estava desatento a qualquer coisa em volta. Ashley viu a amiga e a abraçou.

-Faz alguma coisa, V. Mas tira ele daqui!

Ashley foi para perto do marido e deixou Vanessa ali. A morena respirou fundo tomando coragem. Se aproximou mais um pouco e seus olhos se encheram de lágrimas ao ver Dylan ali tão indefeso,pálido e sem vida. Engoliu o choro. Tinha que ser forte para dar força ao Zac.

Se ajoelhou ao lado de Zachary e colocou a mão em seu ombro. O mais velho paralisou ao sentir o leve toque em seu ombro e o perfume inesquecível adentrar suas narinas. Levantou a cabeça e se deparou com a pessoa que ele mais desejava ver naquele momento. Vanessa lhe sorriu de leve e o puxou para um abraço apertado e cheio de promessas silenciosas.

-Vamos sair daqui, anjo?! Você precisa de um pouquinho de ar fresco.

Vanessa disse ao pé do ouvido de Zac, enquanto acariciava seus cabelos.

-Eu preciso ficar aqui com o Dy... Não posso abandoná-lo agora.

-Zac... Você não o está abandonando... Vem comigo... Apenas um momento. Depois voltamos! Eu vou cuidar de você...

Zac a olhou em dúvida. Não queria se afastar do irmão,no entanto, não acreditava que Vanessa estava mesmo ali.

-Confia em mim, Zac... Como no jardim de infância!

Zachary sorriu de lado ao ouvir a frase dita por ela em HSM. Viu ela se levantar e lhe estender a mão, segurou-a com toda sua força e se levantou. Vanessa sorriu mais uma vez e se aproximou beijando sua testa. Zac sentiu os pequenos e finos braços rodeando sua cintura,o levando para fora dali. Como queria poder esquecer aquela dor por alguns instantes...

Vanessa abraçou Zac com mais força e o levou para o jardim que fazia parte do local onde acontecia o velório. Para sua sorte, o jardim estava deserto. Levou-o até um local mais escondido e o fez sentar na grama ao seu lado.

Ficaram alguns minutos em silêncio. Vanessa ouviu Zac fungando e tomou a liberdade de puxá-lo para outro abraço, o que acarretou uma enxurrada de lágrimas da parte dele.

-Zac... Sei que deve estar doendo muito, mas pensa que Deus sempre sabe o que fazer. Com certeza Deus achou melhor levá-lo para junto de si, do que Dylan ficar aqui conosco sofrendo.

-Eu sei. Mas é difícil pensar que agora não terei mais ele para cuidar, não o terei para conversar. Não terei mais meu irmão para amar.

-Ei... Psiu... É claro que terá. Dylan pode não estar mais entre nós em sua forma física, mas ele sempre vai estar aqui -Vanessa postou sua mão por cima do peito de Zac, ao lado do coração. Não é porque ele se foi que você vai deixar de amá-lo. E tenho certeza que onde quer que ele esteja, ele vai estar cuidando de você e torcendo muito por sua felicidade.

Zac apenas assentiu e desviou o olhar do de Vanessa, se afastando um pouco dela. Vanessa se sentiu mal e o olhou entristecida.

-Você... Está incomodado com minha presença, Zac? Quer que eu vá embora?

Vanessa já se levantava, mas Zac segurou sua mão, a impedindo de ir.

-Não, Vanessa. Eu apenas... Não sei o que dizer... Nós nunca mais... Conversamos depois que... Terminamos... E eu jamais imaginaria que você viria aqui!

Vanessa se ajoelhou na frente de Zac e segurou o rosto dele entre suas mãos.

-Zac... Passamos praticamente 6 anos juntos! E antes de sermos namorados, éramos amigos! Eu gostava muito do Dylan... Na verdade toda a minha família gostava... E não é porque não somos mais namorados que eu seria indiferente a você num momento como esse. Eu sei que fui muito idiota todos esse anos de ignorar qualquer coisa ligada a você, mas eu tô arrependida. E não estou falando isso da boca pra fora... Eu... Ai Zac... Tem coisas que você ainda tem que saber... Mas esse não é o momento e nem a hora de falar disso! Só me deixa cuidar de você, sim?

Zac apenas assentiu e sorriu de leve.

-Nessa?

-Diz Zac!

-Eu ainda amo você!

Zachary disse olhando fixamente nos olhos da morena. Vanessa sentiu o coração dar pulos de alegria dentro do peito e uma lágrima solitária escorreu. Ela colocou sua mão no rosto de Zac e sorriu lindamente.

-Eu também amo você Zac, muito!


A mais nova se aproximou do mais velho que agora mantinha um largo sorriso no rosto e uniu seus lábios nos dele, em um selinho doce e demorado, que foi interrompido por alguém raspando a garganta. 



*~*~*~*~*

Divulgações:



4 de fevereiro de 2016

Faith,Hope and Love - 8º Capítulo

Hudgens sentiu um leve arrepio no ventre ao se lembrar de uma das muitas cenas quentes envolvendo-a com seu ex. Deus, estava perdida! Levantou-se e seguiu para a cozinha na intenção de tomar um chá para conseguir dormir.

Depois de pronto, foi para a sala e sentou-se no sofá, olhando para o nada. Sentiu o celular vibrar ao seu lado e o pegou a fim de ver o que era. Era uma mensagem anônima, com os dizeres “Admirava tanto o amor que Zac sentia por você, mas você acabou com ele e arrumou alguém para colocar no lugar dele. Só sinto lhe informar que seu ‘namorado’ gosta da mesma fruta que você”. Logo abaixo da mensagem, várias fotos de Austin beijando um homem em diversos lugares diferentes foram vistas.

Seu coração parou e seus olhos começaram a deixar as lágrimas caírem. Austin era gay?! Mas... Como? Sentia o mundo desmoronar. Pior que ser traída pelo namorado, era ser traída pelo namorado com alguém do mesmo sexo.

Pegou suas chaves do carro e correu para a casa de seus pais. Precisava de colo. Precisava de amor.

-Nessa... Minha filha! O que houve querida?

-Ah mamãe, minha vida é uma grande merda!

Vanessa caiu no choro, sendo amparada por sua mãe, que a levou para dentro de casa e sentou-se no sofá com ela. 

-Ei, minha princesa, não chore! Conte para mim o que houve!

A morena não conseguia parar de chorar e seu choro apenas foi aumentando. Logo sua irmã descia as escadas da casa, querendo saber o que estava acontecendo.

-Mas que porra é essa que está acontecendo?! Vanessa?

-Stel... Eu... Mana me perdoa!

Stella correu para p lado da irmã e a abraçou fortemente. Sabia que algo muito ruim havia acontecido para a irmã mais velha chegar à casa dos pais naquela hora e naquele estado.

Alguns bons minutos se passaram para finalmente Vanessa se acalmar. Ainda deixava lágrimas caírem,mas nada exageradamente.

-Agora, fala, filha. O que foi que aconteceu?

-Recebi uma mensagem anônima. A pessoa que enviou disse que admirava o amor que Zac sentia por mim, mas que eu acabei com ele e arrumei alguém para substituí-lo. Mas que meu namorado gostava da mesma fruta que eu. Embaixo da mensagem tinham varias fotos do Austin com um cara, mamãe. Ele é gay.

-Oh minha nossa! Eu sempre desconfiei que tinha algo errado com aquele menino!

Gina abraçou a filha e ficaram assim por um tempo.

-Onde está papai?

-Está lá em cima. Está um pouco cansado devido às quimioterapias ao longo da semana.

-Ele vai ficar bem, mamãe?

-Os médicos disseram que ele está reagindo bem as quimio. Mas temos que esperar, meu amor. Só Deus pode dizer o que vai acontecer daqui pra frente.

-E se Deus quiser ele vai ficar bem. Stela, porque está tão quieta aí?

Quando Stella levantou a cabeça, Vanessa pode notar lágrimas brotando em seus olhos. A irmã mais nova estava com o celular nas mãos e com as mãos tremendo.

-Stel?! O que foi maninha?

-Ele se foi...

-O que? Quem se foi?

-Dylan, Vanessa! Dylan morreu!

Um minuto de silêncio. Stella começou a chorar enquanto a mãe lhe abraçava fortemente. Vanessa estava em choque. Dylan? Dylan Efron havia morrido? Não podia ser ele.


-Espere aí?! Não posso estar pensando no mesmo Dylan que você!



*~*~*~*~*

Oi meninas!!!
Aqui está mais um capítulo...
Espero que estejam gostando!
Comentem e até qualquer dia!!!