25 de dezembro de 2016

Feliz Natal!!!

Que neste natal,o Menino Jesus renasça no coração de cada um de vocês e traga muita paz,saúde, sabedoria, serenidade e muito amor para vocês e suas famílias.
"Que o Natal comece no seu coração
Que seja pra todos sem ter distinção
Um gesto, um sorriso, um abraço, o que for
O melhor presente é sempre o amor"
Um abençoado natal para todas vocês e suas famílias🙏🎁🎄🎅✨😘
P. S. : créditos na foto, por favor.

12 de julho de 2016

Novidade!!!

Oi meninas!!! Como vocês estão?Espero que bem.

Estou passando para anunciar meu novo blog. Segunda a votação, a maioria optou por eu publicar a adaptação aqui mesmo, mas pensei melhor e decidi criar um novo blog.

O primeiro motivo é que se ao acaso eu resolver escrever alguma mini fic para vocês, poderei publicar aqui, sem que interfira na outra história.E o segundo motivo é que,caso aconteça algum problema que eu tenha que excluir a história,já que ela não é minha, é mais fácil excluir todo o blog e não pretendo desativar esse aqui,vocês me entendem? 

Enfim,já postei a sinopse da história no novo blog e espero todas vocês la,seguindo e comentando bastante! Até qualquer hora em Num piscar de olhos !

2 de julho de 2016

Faith,Hope and Love - O Final

Algumas semanas se passaram e enfim o grande dia chegou. Vanessa se arrumou,optando por um vestido rendado não muito social, na cor rosê, um scarpin rosa claro com um salto não tão alto quanto os que costumava usar. Colocou seu bracelete inseparável, um brinco dourado e um colar com pequenas bolas douradas. Ondulou os cabelos, agora curtos e com ombré hair e deixou-os soltos. Aproximou-se do namorado e ambos seguiram para a inauguração.


♥♥♥

-Boa tarde a todos! Hoje estou aqui, com muita satisfação e orgulho, para inaugurar esse tão esperado hospital, que com certeza irá ajudar muitas pessoas. Antes de mais nada quero agradecer a todos os patrocinadores, aos médicos que se dispuseram a servir a todos nós, e principalmente quero agradecer aos meus amigos e minha família, que me apoiaram em tudo e ajudaram a fazer isso dar certo. Mas, acima de tudo, quero agradecer a mulher da minha vida, por estar todos os dias ao meu lado, me dando, não só um motivo, e sim dois motivos para me levantar todos os dias e enfrentar esse mundo de cabeça erguida. Vem aqui, amor. Sem você isso jamais aconteceria.

Zachary se aproximou de Vanessa, que estava na parte debaixo, já que um pequeno palco fora colocado no jardim do hospital, e a ajudou a subir. Beijou sua testa e logo em seguida, sua barriga que já apresentava uma pequena ondulação. Zac segurou as mãos da morena e a olhou no fundo dos olhos.



-Obrigado por fazer parte da minha vida, por me amar por tantos e tantos anos, mesmo com todos os obstáculos que apareceram no nosso caminho. Obrigado por me deixar te amar e obrigado por estar carregando o fruto do sentimento mais lindo que possa existir no mundo, o nosso amor. Obrigado por construir comigo uma família. Eu amo você.

Vanessa já se banhava em lágrimas e o sorriso enorme não saía de seus lábios pequenos e delicados.

-Eu que tenho que agradecer por você ser essa pessoa tão incrível, tão especial, amorosa e generosa. Obrigada por ser pai do nosso filho. Eu também amo você, meu amor!

O casal, após as declarações, se beijou apaixonadamente e fora aplaudido por todos os presentes, testemunhas daquele amor.

Após algumas horas, a faixa foi cortada e o hospital estava oficialmente aberto. Todos comemoraram com um pequeno lanche cedido pelos patrocinadores e foram visitar o local. Era um local bem elaborado e aconchegante. Um lugar onde os pacientes se sentiriam em casa. Após a comemoração, Zac deu um último discurso

-Bom, muitos dever estar se perguntando o porque do nome do hospital ser Hospital FHL. E agora vou dizer-lhes o motivo. Faith, Hope e Love (Fé, Esperança e Amor), são três pequenas palavras que tenho como base na minha vida. Após tantas barreiras, tantas quedas e perdas, aprendi que mesmo com todas as dificuldades, jamais devemos perder a fé, devemos colocar nossas vidas nas mãos de Deus e aceitar que ele sempre faz o melhor para cada um de nós. E aqui nesse hospital, podem ter fé em nosso serviço e colocar suas vidas nas mãos de nossos médicos, porque eu sei que Deus está iluminando e guiando cada um deles. A esperança é algo que nunca deve morrer, sem ela não vivemos. Tenha sempre a esperança de que tudo ainda pode dar certo, sempre há um solução. E amor. Talvez seja o mais importante de todos. Ame a vida, ame as pessoas, deixe-se ser amado, porque a vida é curta e quando você menos perceber, ela te tira as pessoas que mais amamos. Então ame, porque o amor é a chave de tudo!

♥♥♥

-Sabe amor,foi tudo tão lindo o que você hoje no hospital?

Vanessa estava deitada entre as pernas de Zac,em sua cama, enquanto o mesmo acariciava sua barriga.



-Não passa de toda a verdade! Espero que consigamos alcançar o que queremos e que ajudemos a muitas pessoas, especialmente seu pai! Não pudemos fazer nada por Dylan, mas vamos fazer de tudo para que seu pai se recupere!

-Tenho certeza que sim. E sei que Dylan está muito orgulhoso de você, onde quer que ele esteja.

Zac só maneou a cabeça e beijou a cabeça da morena.

-Tenho uma coisa pra você, amor!

Vanessa se levantou, indo em direção ao closet e de lá retirou uma caixinha azul em formato de coração.

-Pra você, amor!

-Huuun, o que é? Nem é meu aniversario!

-Abre, acho que você vai gostar!

Vanessa estava com os olhos brilhando em antecipação. Seu sorriso era enorme, mal cabia em seu rosto. Zac retirou a tampa da pequena caixa e sentiu o mundo sair de seus pés. Orgulho, amor e gratidão estavam estampados em seus olhos, já cheios de lágrimas, e em seu sorriso, singelo e doce. Na caixinha havia um par de sapatinhos azuis de bebê e uma pequena correntinha com o nome Dylan gravado. Ao lado uma pequeno papel com a caligrafia delicada de Vanessa com o dizeres “Já pode comprar minha roupinha de basquete papai, logo estou chegando. Com amor,Dylan.”



Zachary olhou para Vanessa com lágrimas caindo de seus olhos. Vanessa havia lhe feito muito feliz ao lhe dar um filho, mas colocar o nome do pequeno de Dylan, em homenagem ao ser irmão, foi a coisa mais linda que poderiam fazer por ele.

-Espero que não se importe, amor! Mas acho que Dylan merece ser sempre lembrado, foi um bom rapaz, e quero que nosso pequeno seja como ele.

Hudgens disse acariciando a barriga e olhando com carinho para o namorado.

-Eu... Amor... Eu amo você! Nem acredito que teremos um menininho, é um sonho! E obrigada por chamá-lo de Dylan! É tão lindo. Nem sei como agradecer. Eu amo tanto você, minha baixinha. Amo tanto que daria minha vida por você e, agora, pelo nosso pequeno Dylan. Eu te amo, ontem, hoje e sempre!

Zac encostou-se na morena e sussurrou repetidas vezes que a amava.

-Obrigada por me fazer feliz, baby! Se não fosse o amor que sinto por você, a fé que eu tenho em nós dois e a esperança que eu mantinha em mim de que você voltaria a ser minha, nada disso seria real. Você é a minha vida, princesa!


-Eu te amo, bebê! Com todo o meu coração!


♥♥♥FIM♥♥♥

Depois de mais de dois meses sem postar,aqui estou eu novamente!
Este é o último capítulo,meninas!
Me perdoem pela demora,realmente estou completamente sem inspiração,
percebam que o capítulo nem ficou tão bom quanto eu queria. 
Mas fiz de coração.
Espero que tenham gostado da história!
Já resolvi sobre a próxima fanfic e decide que realmente irei postar a adaptação de 
"Num piscar de olhos",da autora Teodora Kostova.
Aqui no blog, ao lado, coloquei uma enquete para vocês votarem 
onde preferem que eu publique a nova história.
Peço que votem e comentem a opinião de vocês!!!
Até qualquer dia...
Amo vocês,amoras!


15 de abril de 2016

Faith,Hope and Love - 13º Capítulo

No dia seguinte, Vanessa acordou e ficou observando o namorado dormir. Sorriu feliz por tudo ter acabado bem.

#FLASHBACK ON

-Austin, por que fez isso comigo?

-Isso o que amor?

-Não me faça de idiota! Como pode me enganar por todo esse tempo? Como pode ser tão insensível? Ou você achou que eu nunca iria descobrir?

-Não sei do que você está falando Vanessa!

Austin grunhiu ligeiramente nervoso. Vanessa pegou o celular e colocou nas fotos que recebera anonimamente, mostrando-as para o loiro.

-É disso que estou falando! Porra Austin! Gay??? Você é gay? Nada contra, mas você não podia ter feito isso comigo!

Austin arregalou os olhos e ficou sem reação. Nunca imaginou que este dia pudesse chegar tão rápido.

-Onde você conseguiu essas fotos?

-Não te interessa! Eu... Você é pior do que sempre me falaram. Só estava comigo por meu dinheiro não é? Porque EU fiz você ficar mais famoso, porque POR MINHA CAUSA , você começou a ser chamado para fazer filmes bons. Você me traiu da pior maneira possível, seu idiota!

A morena já não segurava o choro e gritava, fazendo as veias de seu pescoço saltarem.

-Você não podia ter simplesmente sumido da minha vida? Por sua culpa me tornei essa pessoa amarga e desprezível. Por sua culpa me afastei das pessoas que amo. Por sua culpa eu deixei de ser realmente feliz por anos.

-Vanessa! Eu...

O mais novo estava realmente sem palavras. Apesar de estar com ela só pela fama, sentia certo carinho por Vanessa. Sabia que o que tinha feito, não tinha explicação. George, seu amante, lhe pediu milhares de vezes para que ele terminasse com a namorada, mas não quis nem ouvir. Estava cego pelo dinheiro.

-Só... Saia daqui! Minha empresária entrará em contato com o seu para que possa levar suas coisas daqui. Agora, só saia da minha frente. Se pelo menos por um segundo você teve algum tipo de consideração por mim, saia daqui!

Austin assentiu e seguiu para a porta.

-Eu sinto muito Vanessa!

-Se realmente sentisse, não teria feito o que fez.

#FLASHBACK OFF

E foi assim que Vanessa colocou um ponto final em seu namoro com Austin e fez questão de esquecer o acontecido. No mesmo dia pediu para que sua agente publicasse uma nota confirmando o término do namoro, o que lhe causou um grande transtorno devido ao número excessivo de paparazzis atrás de si.

Vanessa sentiu Zac se mexendo ao seu lado e avistou os mais perfeitos olhos azuis que já vira algum dia. Sorriu bobamente para ele, desejando ter aquela visão para o resto de sua vida.

-Bom dia, dorminhoco! Se sente melhor?

A morena questionou, colocando a mão sobre a testa do loiro, checando sua temperatura. Suspirou aliviada. Nem sinal de febre.

-Eu... Estou bem. Não precisava ter passado a noite aqui.

-Zac... Nada do que me diga fará com que eu desista de você. Eu fiquei aqui e vou ficar até que me mande ir embora.

-Bom... Então temos um problema, porque jamais deixarei você ir novamente!

Vanessa sorriu largamente. Seu Zac estava ali de novo. Deitou sobre o namorado e o encheu de beijos e carinho.

-Eu nem acredito que você está aqui. Não faça mais isso, amor. Eu realmente fiquei preocupada com você!

-Me perdoa, mas eu precisava de um momento para aceitar que Dylan se foi.

-E agora está tudo bem?

-Sim... Eu pensei bastante e vi que não adiantaria nada ficar chorando pelos cantos enquanto poderia ajudar pessoas que estão passando pela mesma situação.

-O que quer dizer?

Zac se sentou na cama, fazendo Vanessa se sentar em seu colo.

-Quero abrir um hospital aqui em L.A. Um hospital para crianças e adolescentes com câncer. Eu sei que vai levar tempo, mas eu quero muito isso. Irei contratar os melhores médicos especializados na área e realizarei eventos em prol das pessoas que não têm condições de pagar um tratamento.

-Zac... Isso é... Perfeito! Eu estou completamente orgulhosa de você!Eu... Nem sei o que dizer. Isso significará muito, não só para você, mas para mim também. E eu quero ajudar, amor. Quero ajudar em tudo o que eu puder.

-Isso é sério?

-Claro que sim! Faço questão de poder participar disso! É incrível! Sem contar que vamos ajudar várias crianças, principalmente as mais pobres. Podemos pesquisar mais sobre isso e conversar com alguns médicos.

Vanessa falava com euforia. Zachary se sentia radiante perante a reação da namorada.

-Obrigada por estar comigo, Nessa! Eu te amo.

-Eu também amo você, muito.
♥♥♥

O tempo foi passando. Vanessa e Zachary realmente se dedicaram ao planejamento do novo hospital. Durante o primeiro mês juntos, ambos correram atrás dos melhores médicos dos Estados Unidos. Procuraram por informações. Conversaram com advogados. Fizeram contratos. Escolheram a dedo cada equipamento a ser usado.

No segundo mês, começaram a fazer a divulgação. Contaram com a ajuda dos amigos e das famílias Hudgens e Efron, que por sinal ficaram mais do que emocionados com a atitude dos jovens.

No terceiro mês, o casal resolveu tirar umas férias antes que suas vidas mudassem completamente. O destino da viagem era Veneza.

-Amor... Vamos dar um passeio de gôndola?

Zachary perguntou a Vanessa, que estava deitada na cama da suíte do hotel.

-Vamos! Meu sonho é fazer esse passeio!

A morena levantou-se batendo palmas, com os olhos brilhando. O passeio de gôndola pelos rios de Veneza era um dos passeios mais românticos da Itália.

Vanessa tomou banho e se perfumou com a essência preferida de Zac. Optou por um vestido florido e longo, um sapato rosa claro com salto anabela e bolsa da mesma cor. 




Zac por sua vez, escolheu uma calça cinza escuro, camisa e sapatos cinza claros e para finalizar colocou uma touca preta e um óculos escuro. 


♥♥♥

-Essa vista é inacreditável!

Vanessa dizia baixinho, com a cabeça no ombro do namorado, enquanto velejavam pelos rios de Veneza.

-Foi nossa melhor escolha a de vir aqui! Veneza é incrível. Não é a toa que é chamada de cidade do amor!

-Bem a nossa cara, né amor?

A morena cutucou Zac, que sorriu galanteador.

-Feita especialmente para nós!

Vanessa olhou para Zac e sorriu apaixonada, logo colou seus lábios nos dele, em um beijo calmo e doce.

-Amor?

-Hun...

-Precisamos nos mudar para uma casa maior!

-Para que, Nessa? Onde estamos é o suficiente para nós!

-Sim, mas é que agora não somos apenas nós dois, baby!

Zac a olhou espantado e confuso. Vanessa sorriu divertidamente. Pegou a mão do namorado e a colocou sobre sua barriga.

-Agora somos três.

Zac ficou estático. Não conseguia acreditar no que seus ouvidos lhe permitiram ouvir. Vanessa falava sério? Três? Eles seriam pais?

-Nessa... Eu... Nós? Seremos pais?

-Parece que sim, amor! Estou com três semanas e meia!

Zac sentiu o rosto molhado e percebeu que já estava chorando. Não se conteve e abraçou a namorada com força, beijando-
a com urgência e amor.


-Eu não posso acreditar! Eu vou ser pai! Cara, vou ser pai! Isso é incrível!

Vanessa ria feliz da alegria do namorado. Jamais imaginou que Zac reagiria dessa maneira, mas devia confessar que estava radiante por dentro, tanto quanto ele.

-Eu amo você, princesa! E já amo muito nosso pequeno!


-Também amamos você, amor! 



♥♥♥

Olá meninas!Como vão?!Espero que todas estejam bem!
Bom,aqui está mais um capítulo e é bem provável que já seja o penúltimo!!!
Sim,a fic já está acabando!!! 
E vou confessar que não estou nem um pouco animada para começar uma nova história! 
Minha criatividade e inspiração estão abaixo de zero,sorry!
Estou pensando em adaptar um dos livros que eu tenho para a realidade de Zanessa!
 Mas ainda não é uma ideia fixa!!!
Prometo que, assim que me decidir,comunico vocês!
Obrigada a todas que leem e comentam!
Não existiria tudo isso sem vocês!
xoxo

28 de março de 2016

Faith,Hope and Love - 12º Capítulo

Os dias se passaram. Após Zachary e Vanessa reatarem o namoro, ambos se dirigiram novamente ao velório. Algumas horas depois, o momento difícil. A família Efron deixava para trás no cemitério o corpo já sem vida do caçula, a alma jovem e alegre que ficaria viva apenas na memória de cada um deles. Os dias seguintes foram difíceis. Starla e David viajaram para uma fazenda para tentar espairecer um pouco a mente. Zachary se afundou na solidão e não deixava que ninguém se aproximasse, nem mesmo Vanessa.

A morena estava cada dia mais aflita. Após o término de seu namoro com Austin ser confirmado na mídia, os números de paparazzis em cima dela triplicaram. Todos queriam saber dela e Zac. Ela não respondia nada, afinal, nem ela mesma sabia.

-Amiga, não aguento mais isso! Estou ficando louca de pensar no pior. Zac sumiu. Não me atende, não está em casa. Ninguém sabe dele. E se ele...

-Nem ouse terminar Vanessa. Ele não seria capaz de fazer nada. Zac precisa de espaço. Pelo que conheço dele, ele quer viver seu luto sem ninguém para sentir pena.

-Mas... Não me conformo. Eu queria estar ao lado dele, para apoiá-lo. Nem parece que voltamos.

Vanessa suspirou triste e olhou pela janela as gotas grossas e constantes que caíam do céu.

-Ash... Eu vou para a casa dele. Não sei. Talvez ele volte. Só quero me sentir mais perto dele. Isso está acabando comigo.

-Eu sei amiga. Olha, arruma algumas coisas suas e eu te levo lá. Tia Starla deixou a chave da casa dele comigo. Tenho certeza que ela não se importara de você ficar lá.

Vanessa subiu para seu quarto e arrumou uma pequena mala com seus pertences. Logo estava deitada na cama de Zachary, em total silêncio. Esperava que ele voltasse logo. Não suportaria mais sem ele. E em meio à angústia acabou dormindo.

Duas horas depois, a jovem acordou e olhou através da janela, percebendo que já era noite. Ouviu um ruído vindo do andar debaixo e correu para ver o que era. Grande foi sua surpresa ao encontrar Zachary enroscado no sofá-cama que havia na sala. Estava com as roupas molhadas, o suor escorria por seu rosto, alguns filhos de cabelo estavam grudados na testa. O mais velho estava dormindo e tremendo. Aparentemente estava doente e com frio.

Vanessa ouviu Zac tossindo e se remexendo e correu para o lado dele. Colocou a mão sobre sua testa e viu que o mesmo estava ardendo em febre.

-Você não pode ir, Dylan. Não me deixe aqui sozinho... Eu te amo, irmão...

Zachary estava delirando devido à febre.

-Não... Não! Dylan volta!

O dono dos olhos azuis deixou lágrimas escorrerem. Estava aflito e se remexia cada vez mais. Vanessa estava ficando apavorada. Tentava acordar Zac, mas não tinha sucesso.

-Nessa... Meu amor... Eu preciso tanto de você agora... Dylan me deixou... Você já me deixou antes... Não me deixe mais... Não vou suportar perder mais alguém que amo. Dói tanto...

As lágrimas aumentaram e Zachary começou a se debater contra o nada.

-ZAC! AMOR ACORDA!

-NÃO! Nessa, fica aqui. Por favor... Nessaaaaaaaa!

Zac acordou num sobressalto e olhou ao redor assustado e chorando. Vanessa o olhou triste por vê-lo naquele estado. Sentou-se no sofá e o abraçou fortemente.

-Ei... Tá tudo bem, amor. Eu estou aqui. Não irei a lugar nenhum sem você. Eu te amo!

-Nessa...

Zachary tentou falar, mas estava fraco demais.Vanessa fez com que ele se deitasse novamente.

-Não fala nada, meu anjo. Eu vou cuidar de você.

Disse e em seguida depositou um breve beijo nos lábios frios e secos de Zac.


Vanessa pegou um remédio para dar à Zac e o levou para o banheiro. Tirou suas roupas e colocou-o debaixo do chuveiro. Zachary estava meio grogue. Não tinha forças nem para ficar de pé. Vanessa pegou um banquinho e o colocou dentro do box para que Zac se sentasse e começou a lavá-lo.

Após o banho, secou o corpo dele, agora mais magro, e vestiu nele uma calça de moletom e uma camisa de mangas compridas. Fê-lo deitar-se na cama e cobrir-se até o pescoço. Mediu a temperatura e viu que a febre estava abaixando.

-Descansa Zac...

-Nessa... Não vai...

-Eu vou ficar aqui com você. Não se preocupe, amor. Agora dorme, sim?


Zac assentiu cansado e fechou os olhos, logo pegando no sono. Vanessa se aproximou mais dele debaixo das cobertas e o abraçou, fazendo-o ficar com a cabeça entre seus seios. Suspirou fundo, aliviada, e beijou os cabelos do namorado. Adormeceu segundos depois, após ser vencida pela exaustão de dias sem dormir direito. 

♥♥♥

Olá meus amores! Sei que o capítulo não está grandes coisas,
 mas eu realmente estou sem inspiração 
e não quero ficar em falta com vocês.
Então me perdoem! Prometo tentar melhorar!
Gostaria de agradecer por todas que me seguem, que comentam 
e que estão sempre me apoiando para continuar!
Quero também desejar uma Feliz Páscoa para todas vocês... 
Que suas vidas se renovem em Jesus Cristo
 e que a paz,o amor e a felicidade sejam abundantes em seus corações!
Amo vocês
xoxo


19 de março de 2016

Faith,Hope and Love - 11º Capítulo

-Por que você sempre reagia mal quando alguém falava de mim perto de você?

Zachary perguntou sem delongas, enquanto ambos estavam sentados em um sofá bastante escondido em uma Starbucks.

-Zac... Quando terminamos foi a pior época da minha vida. Posso não ter demonstrado, mas eu me sentia um lixo sem você. Aproveitei-me da minha fama para tentar me divertir... Fiquei com vários caras aleatórios... Comprei milhões de roupas, sapatos... Saía para beber. Eu me tornei uma pessoa repugnante. E só piorei quando percebi tudo o que eu havia perdido quando desisti de nós. Você podia não estar ali comigo fisicamente quando estávamos juntos, mas sempre fazia questão de me lembrar do quanto eu era importante para você. Sempre mandava mensagens, flores, chocolates... Já chegamos até a falar dos filhos que teríamos...

Vanessa dizia tudo segurando a mão do mais velho por cima da mesa. Sentia a garganta seca e a respiração falha. Relembrar tudo era um grande sacrifício para ela, mas ele tinha o direito de saber de tudo.

- Você sempre foi o cara perfeito. Sempre estava ao meu lado, me apoiando, me confortando e me amando. Sempre me defendia de tudo e todos e sempre confiou em mim... Eu... Sentia sua falta apesar de tudo... Você viajava demais... E eu me sentia em segundo plano. Então Josh apareceu. Ele sempre deixou claro que sentia uma atração física por mim. E bom... Eu sentia falta de ter alguém comigo e ele estava lá...

-Vanessa você me traiu?

-Claro que não Zac. Eu sei que não estava em meu melhor juízo, mas jamais cogitei a ideia de trair você. Eu te amava demais. Mas um dia ele se aproximou tanto que quase nos beijamos... Mas aí eu olhei para ele e vi você. Foi como levar um tapa na cara. Me afastei dele na mesma hora.... Eu nunca trairia você. O que tínhamos era importante demais. Os dias foram se passando e eu estava cada vez mais confusa. Você longe demais, Josh perto demais, eu confusa demais. Comecei a pensar que estava me apaixonando por ele, apesar de amar você.

Zac abaixou o olhar e se concentrou nos movimentos circulares que Vanessa fazia com o polegar sobre a palma de sua mão. A mais nova sabia que era difícil para Zac ouvir tudo aquilo, mas era preciso esclarecer tudo.

-Daí eu e você fomos para o Havaí. Apesar de querer aquele momento mais que tudo, eu estava distante de você. Não sabia o que fazer. Me sentia verdadeiramente mal por não estar sendo sincera em relação ao que eu sentia. Mas cada gesto seu só me deixava pior. Você era carinhoso, romântico. Quando estava com você, me sentia completa, porém, quando eu pensava que tudo voltaria ao normal, Josh tentou me beijar de novo. Eu recuei, mas quis aquele beijo. E depois fiquei pensando em como seria se ele tivesse acontecido. Mas aí seus olhos me vinham a mente e todos os nossos momentos. Foi quando percebi que não estava valendo a pena para nós. Não era justo ficar com você, sem ter a certeza do amor que eu sentia. Então eu resolvi acabar com tudo...

-Eu... Nem sei o que dizer, nem o que sentir. Não sei se lamento por não ter conseguido fazer você me amar como eu te amava, ou se fico feliz por, depois de tudo isso, estarmos aqui juntos.

-Zac, éramos tão imaturos. Talvez se tentássemos mais, acabaríamos terminando por um motivo maior e não teria volta. Mas Deus escreve certo por linhas tortas, não é? E se ele está nos dando uma segunda chance, vamos aproveitá-la.

Vanessa sorriu levemente para Zac, mostrando toda sua sinceridade, segurança e amor. Zac sentiu o mesmo e também lhe lançou um sorriso de lado.

-Vamos tentar de novo?

-Promete não me deixar de novo?

-Prometo. Isso não vai acontecer nunca mais!

-Então talvez possamos tentar mais uma vez. E espero que seja a última!

-Pode ter certeza que será!


Vanessa sorriu largamente e se levantou do sofá, sentando-se, em seguida, no colo do loiro, rodeando seu pescoço com os braços.

-Eu amo você, Zac! Ainda mais do que a seis anos atrás!

-Eu também amo você, Nessa! E continuo amando como nunca amei outro alguém!

E ali. Naquela Starbucks, sentando naquele sofá completamente colados, Zachary e Vanessa selaram o início de uma nova fase, selaram a segunda e última chance. Selaram o renascimento de um grande amor. 



♥♥♥
Oi lindas!!!
Até que enfim um capítulo novo hein?! hahaha
Demorei, mas postei!
E espero que tenham gostado da volta de Zanessa ♥
E aí o que acharam? Gostaram do visual "so cute" do blog???
Fiquem com Deus e até mais
xoxo

24 de fevereiro de 2016

Faith,Hope and Love - 10º Capítulo

-Com licença…

Zac e Vanessa se assustaram e levantaram-se rapidamente ao ver a pessoa.

-Sami... Oi!

-Er... Eu já vou indo!

Vanessa se esqueceu completamente que Zac tinha uma namorada. Como pode fazer isso? Se esqueceu de que também tinha um namorado... Ou uma farsa, pra falar a verdade... Mas mesmo assim não queria ser motivo de infidelidade  na boca do povo.

-Não, Vanessa! Espera! Não precisa ir...

Zachary a segurou pela mão, enquanto Vanessa olhava duvidosa se partia ou se ficava.

-Olha Sami... Me desculpa... Esquece o que viu aqui... Eu... Zac não teve culpa...

-Vanessa! Relaxa! Eu não me importo!

Sami interrompeu a morena, que a olhou surpresa e confusa. Que tipo de namorada não se importa de ver o namorado beijando outra?

-Como não?

-Nós não estamos mais juntos, Vanessa.

Zac entrou na conversa, fazendo Vanessa se surpreender. Por essa, ela não esperava.

-Eu... Bom... Não sei o que dizer!

-Nem precisa. Bom, Zac... Só vim lhe desejar meus pêsames. Sinto muito por Dylan.

Sami se aproximou de Zac e o abraçou. Vanessa olhou a cena e sentiu algo borbulhando dentro do peito. Seriam ciúmes? Com toda a certeza!

-Eu também. Obrigada por ter vindo!

-Gostaria de ficar mais, mas não posso. Tenho um voo para Vegas em uma hora. Fica bem, Zac!

-Você também, Sami!

Pobre Zachary. Mal ele sabia que sua ex jamais foi apaixonada por ele e sim por sua fama. Tudo bem que Sami gostava dele, mas apenas como amigo,sentia um carinho por ele, mas nada além disso.
Sami depositou um breve beijo na bochecha do loiro e acenou com a cabeça para Vanessa, saindo logo em seguida.

-Zac...

-Tá tudo bem, Vanessa! Não se preocupe com o que aconteceu... Ninguém vai ficar sabendo!

-Eu só queria dizer que sinto muito... E quanto ao que aconteceu, não me importo que alguém fique sabendo.

-E seu namoro? Quer ficar com má fama Vanessa?

-Namoro!-Vanessa disse rindo com ironia.- Aquilo foi um namoro só para mim! Austin mentiu para mim esse tempo todo!

-O que ele fez? Vocês terminaram?

-Ainda não. Mas logo resolvo isso. Vamos esquecer isso, ok? O que importa agora é você!

-Obrigada por estar aqui comigo, Vanessa!

-Zac, anjo... Não me chame assim! Eu odeio que me chame pelo nome! Posso ter me transformado em uma pessoa desagradável, mas por você e por mim eu quero voltar a ser aquela Vanessa de antes!

-Ela ainda está aí dentro, Nessa! É só você deixar ela se libertar.

Vanessa sorriu de maneira fofa e se aproximou de Zac. Passou os braços em volta da cintura dele e afundo o rosto na curva de se pescoço, sentindo o perfume natural que exalava de sua pele. Zachary segurou firme a cintura da menor e com uma mão entrelaçou os dedos nos cabelos negros, agora curtos e com pequenos cachos nas pontas.

-Vamos sair daqui um pouco Zac?

-Nessa... Não quero ir a lado nenhum. Preciso ficar com Dylan.

-Zac tudo o que você tinha e podia fazer por ele, você já fez. Agora ele só quer paz, para que possa descansar! Vamos, me deixe cuidar de você. Assim como você sempre cuidou de mim!

Zac apenas consentiu com a cabeça e se deixou ser abraçado por Vanessa e levado para fora do velório.

♥♥♥

Oi meninas!
Me desculpem pelo capítulo pequeno,
mas prometo que o próximo será maior!
Espero que estejam gostando da fic!
Comentem e até qualquer dia!
xoxo

10 de fevereiro de 2016

Faith,Hope and Love - 9º Capítulo

As horas se passaram e Vanessa, juntamente da família se preparava para ir ao funeral do Efron caçula. Ainda custava acreditar que isso estava mesmo acontecendo. Dylan sempre foi tão alegre e tão cheio de vida. Sentia-se triste e ao mesmo tempo pensava que o mesmo poderia acontecer ao seu pai, que também estava doente.

Terminou de se arrumar e logo estavam indo em direção ao local do velório.


Vanessa sentiu um calafrio. Seria a primeira vez que falaria com Zac, com ele acordado, depois do término do namoro deles. Sentia-se mal por isso. Mas estava disposta a passar por cima do seu orgulho e ficar ali para dar a ele o apoio necessário.

Ao descerem do carro, milhares de paparazzis começaram a perguntar Vanessa sobre ela e Zac.

“Vanessa, você e Zac Efron voltaram?” “Você sabia que Dylan estava doente?” “Como Zac está, Vanessa?”

Vanessa apenas ignorou as perguntas e seguiu para dentro do local. Sentiu o coração apertar ao ver a pior cena de todas. Zac estava ajoelhado ao lado do caixão, com a testa encostada no mesmo. Chorava enquanto Ashley tentava ampará-lo. Por onde olhava só encontrava pessoas chorando. Se aproximou de Starla e David e os abraçou, desejando-lhes os pêsames.

-Meu pequeno se foi Vanessa! Não sei o que será de nós agora...

-Dona Starla Deus sabe o que faz. Com certeza ele fez o melhor para que Dylan não sofresse.

-Tenho certeza que sim, minha filha. Vanessa, eu quero te pedir um favor...

-Pode pedir Starla...

-Cuide de Zac. Ele não quer sair de perto do caixão. Já está ali a muito tempo. Ele precisa de você, Vanessa. Por favor.

-Não se preocupe, Starla. Eu serei o que Zac precisa nesse momento. Eu prometo que vou cuidar dele.

Vanessa se afastou indo na direção de Zac, que estava desatento a qualquer coisa em volta. Ashley viu a amiga e a abraçou.

-Faz alguma coisa, V. Mas tira ele daqui!

Ashley foi para perto do marido e deixou Vanessa ali. A morena respirou fundo tomando coragem. Se aproximou mais um pouco e seus olhos se encheram de lágrimas ao ver Dylan ali tão indefeso,pálido e sem vida. Engoliu o choro. Tinha que ser forte para dar força ao Zac.

Se ajoelhou ao lado de Zachary e colocou a mão em seu ombro. O mais velho paralisou ao sentir o leve toque em seu ombro e o perfume inesquecível adentrar suas narinas. Levantou a cabeça e se deparou com a pessoa que ele mais desejava ver naquele momento. Vanessa lhe sorriu de leve e o puxou para um abraço apertado e cheio de promessas silenciosas.

-Vamos sair daqui, anjo?! Você precisa de um pouquinho de ar fresco.

Vanessa disse ao pé do ouvido de Zac, enquanto acariciava seus cabelos.

-Eu preciso ficar aqui com o Dy... Não posso abandoná-lo agora.

-Zac... Você não o está abandonando... Vem comigo... Apenas um momento. Depois voltamos! Eu vou cuidar de você...

Zac a olhou em dúvida. Não queria se afastar do irmão,no entanto, não acreditava que Vanessa estava mesmo ali.

-Confia em mim, Zac... Como no jardim de infância!

Zachary sorriu de lado ao ouvir a frase dita por ela em HSM. Viu ela se levantar e lhe estender a mão, segurou-a com toda sua força e se levantou. Vanessa sorriu mais uma vez e se aproximou beijando sua testa. Zac sentiu os pequenos e finos braços rodeando sua cintura,o levando para fora dali. Como queria poder esquecer aquela dor por alguns instantes...

Vanessa abraçou Zac com mais força e o levou para o jardim que fazia parte do local onde acontecia o velório. Para sua sorte, o jardim estava deserto. Levou-o até um local mais escondido e o fez sentar na grama ao seu lado.

Ficaram alguns minutos em silêncio. Vanessa ouviu Zac fungando e tomou a liberdade de puxá-lo para outro abraço, o que acarretou uma enxurrada de lágrimas da parte dele.

-Zac... Sei que deve estar doendo muito, mas pensa que Deus sempre sabe o que fazer. Com certeza Deus achou melhor levá-lo para junto de si, do que Dylan ficar aqui conosco sofrendo.

-Eu sei. Mas é difícil pensar que agora não terei mais ele para cuidar, não o terei para conversar. Não terei mais meu irmão para amar.

-Ei... Psiu... É claro que terá. Dylan pode não estar mais entre nós em sua forma física, mas ele sempre vai estar aqui -Vanessa postou sua mão por cima do peito de Zac, ao lado do coração. Não é porque ele se foi que você vai deixar de amá-lo. E tenho certeza que onde quer que ele esteja, ele vai estar cuidando de você e torcendo muito por sua felicidade.

Zac apenas assentiu e desviou o olhar do de Vanessa, se afastando um pouco dela. Vanessa se sentiu mal e o olhou entristecida.

-Você... Está incomodado com minha presença, Zac? Quer que eu vá embora?

Vanessa já se levantava, mas Zac segurou sua mão, a impedindo de ir.

-Não, Vanessa. Eu apenas... Não sei o que dizer... Nós nunca mais... Conversamos depois que... Terminamos... E eu jamais imaginaria que você viria aqui!

Vanessa se ajoelhou na frente de Zac e segurou o rosto dele entre suas mãos.

-Zac... Passamos praticamente 6 anos juntos! E antes de sermos namorados, éramos amigos! Eu gostava muito do Dylan... Na verdade toda a minha família gostava... E não é porque não somos mais namorados que eu seria indiferente a você num momento como esse. Eu sei que fui muito idiota todos esse anos de ignorar qualquer coisa ligada a você, mas eu tô arrependida. E não estou falando isso da boca pra fora... Eu... Ai Zac... Tem coisas que você ainda tem que saber... Mas esse não é o momento e nem a hora de falar disso! Só me deixa cuidar de você, sim?

Zac apenas assentiu e sorriu de leve.

-Nessa?

-Diz Zac!

-Eu ainda amo você!

Zachary disse olhando fixamente nos olhos da morena. Vanessa sentiu o coração dar pulos de alegria dentro do peito e uma lágrima solitária escorreu. Ela colocou sua mão no rosto de Zac e sorriu lindamente.

-Eu também amo você Zac, muito!


A mais nova se aproximou do mais velho que agora mantinha um largo sorriso no rosto e uniu seus lábios nos dele, em um selinho doce e demorado, que foi interrompido por alguém raspando a garganta. 



*~*~*~*~*

Divulgações: