25 de dezembro de 2015

Merry Christmas!!!

  • Que o dia de Natal seja especial. Que a prosperidade faça sempre parte de todos os seus instantes. Que a vida lhe presenteie com toda a felicidade deste mundo.Desejo que o seu Natal seja cheio de luz, de paz, de alegria, de saúde, mas sobretudo com muito amor, sabedoria e otimismo. Feliz Natal meus amores! Amo vocês ♡♡♡

14 de dezembro de 2015

Happy B-Day,Nessa ♡♡♡


Heei! E hoje nossa borboleta completa mais um ano de vida *^▁^*
Há 27 anos atrás nascia esse pequeno ser que hoje é essa grande mulher que nos faz sentir esse imenso orgulho e amor por ser nossa ídola,nossa inspiração..
São 27 anos de muita beleza, talento e muito sucesso!!! São anos e anos de muita admiração pelo seu trabalho e por sua pessoa tão meiga e especial...V,que Deus ilumine sempre seu caminho,te dê muita paz,saúde, amor,muitas felicidades, muito juízo (#voltaproZac) e muitos anos de vida!!! Tenho orgulho de ser sua fã e que assim seja por mais muitos anos!!! Happy  B-Day,Baby V...I love you so much ♡♡♡

11 de dezembro de 2015

Faith,Hope and Love - 4º Capítulo

Zachary sentiu o coração apertar ao ouvir o grito do irmão. Mais que depressa, correu em direção ao quarto onde o mais novo se encontrava. Zac encontrou Dylan deitado na cama todo encolhido.

-Dy!!! Fala comigo,mano!

-Não... Não tô... Conseguindo... res...pi...rar!

Dylan tentava falar em meio à falta de ar.

-Ei...calma... Respira fundo e com calma! Vai dar tudo certo, Dy... Confia em mim!

Zac pegou o irmão no colo e saiu correndo pela casa em busca de seus documentos. Ligou para um taxi e logo estava a caminho de um hospital.

-Rápido, senhor, por favor!

O taxista acelerou enquanto Zac ajudava Dylan a respirar. Pegou o celular e discou o número de Ashley.

-Zac? Aconteceu alguma coisa?

-Ash... Dylan tá mal... Vai na casa da minha mãe e avisa ela pra mim.

-O que aconteceu? Onde você tá?

-Tô indo para o hospital central. Te espero lá, beijos!

No hospital...

Zac andava para lá e para cá esperando por notícias do irmão, que dera entrada na emergência há 15 minutos. Estava com medo de perder o caçula. Tentava ser forte, mas a qualquer momento poderia desabar.

-Zac, meu filho!

Ouviu a voz de sua mãe lhe chamando. A senhora, com seus cabelos loiros com muitos fios brancos , uma expressão cansada e triste, abraçou o filho e disparou a chorar.

-Ei, mamãe. Calma! Dylan vai ficar bem, eu te prometo isso!

Zachary beijou a testa da mãe e tentou confortá-la. Quando a mesma já estava mais calma, sentou-se com ela nas cadeiras da recepção, juntamente de seu pai, Ashley e Chris e contou-lhes o que havia ocorrido.

-Familiares de Dylan Efron?

Todos se levantaram e se aproximaram do médico.

-Somos nós doutor. Como está meu irmão?

-Bom... O caso do senhor Efron está se complicando. Dylan está com metástase!

-Meta... O que?

-Metástase.  É a formação de um novo tumor a partiu de um já existente. É como se o câncer fosse se “espelhando”, por assim dizer. O tumor que Dylan contraiu em seu pulmão agora também está alojado em seu fígado. E se não receber o tratamento necessário com rapidez, poderá até mesmo chegar ao sangue e ao cérebro, o que lhe acarretará seus dias de vida contados.

Zac sentiu o mundo cair sobre sua cabeça. Ele precisava sair dali. E foi isso que fez. Correu até não poder mais. Saiu sem rumo pelas ruas escuras. Estava perdido.

Sem perceber, Zachary chegou à praia, que por sinal estava deserta. Encontrou um amontoado de rochas e sentou-se na areia, encostando as costas na pedraria. Começou a chorar. Precisava desabafar de alguma forma e não o podia fazer na frente dos outros.

Na casa de Vanessa...

-Como assim você não vai vir pra cá?

-Amor, eu vou sair com os caras...

-Austin hoje nós estamos fazendo aniversario de namoro. Você tem que vir aqui.

-Ai Vanessa... Já comemoramos tantos aniversários juntos. Não posso desmarcar com eles... Amanhã eu te recompenso...

-Não quero nada amanhã... Quero hoje Austin... Você prometeu...

Vanessa já formava um bico de choro em seus lábios. Não acreditava que iria passar seu aniversário de namoro longe do namorado. Isso era o cúmulo do absurdo.

-Eu sei, eu sei... Mas não vai dá. Chama a Ashley para ficar aí com você...

-A Ashley está CASADA, Austin. Não posso simplesmente ligar pra ela e pedir para passar a noite aqui em casa.

-Então chama a Stella.

-Você sabe que nós discutimos...

-Ai Vanessa... Aí complica hein?! Olha, eu preciso ir... Beijo!

-Ei, Austin... Espera!

Antes de poder terminar o que queria dizer, Austin desligou a ligação, deixando uma Vanessa totalmente enfurecida.

-Filho da mãe. Desgraçado. Quem ele pensa que é para desligar na minha cara? Sair com os caras? Justo hoje? Você é uma trouxa, Vanessa. Burra. Idiota!

Vanessa começou a se xingar e mordeu o lábio inferior ao cogitar a ideia de ligar para a irmã.

-Será que eu ligo e peço desculpas?! Não gosto de ficar assim com minha maninha...

Hudgens pegou o celular e discou o número de Stella. No segundo toque a ligação foi cancelada. Stella havia recusado sua ligação. Vanessa se sentiu um lixo. Não sabia mais o que fazer. Estava cansada da sua vida. Daria qualquer coisa para voltar nos tempos de High School, onde tudo era divertido e a vida mais bonita.

Sentiu lágrimas descendo de seus olhos e as limpou com raiva. Pegou sua bolsa e saiu de casa. Precisava de ar. Pegou seu carro e seguiu sem rumo pelas ruas de L.A. 

Enquanto passava perto da praia, decidiu parar. Tirou as sandálias e trancou o carro. Saiu andando pela areia fria. O lugar estava deserto. Poucas pessoas se encontravam ali. Afinal, não fazia tanto calor assim.

As lembranças dos velhos tempos lhe invadiram a memória. Lembrou-se de como tudo começou e querendo ou não, seus pensamentos foram diretamente ligados à Zac. Eterno Zac Efron. Jamais se esqueceria dele. Fora seu primeiro amor. Fora seu primeiro em todos os sentidos, literalmente. Nunca foi tão feliz como foi ao lado daquele rapaz, que hoje era um homem muito bem estruturado e decidido.

Lembrou-se então de como se tornara fria e amarga. Insultava Zac sem motivos. Chamava-o de nomes os quais ele não merecia. Tornou-se uma pessoa desprezível. Tão desprezível que nem mesmo a própria irmã a queria por perto. Vanessa sentiu as lágrimas rolaram. O coração sangrava dentro do peito. Queria apenas sentir o reconfortante abraço daquele homem que um dia chamou de seu. Aquele homem que foi capaz de fazê-la amar com todo amor que existia dentro de si.  Aquele homem que, hoje, não suportava nem ouvir seu nome.

Continuou andando sem rumo. Vanessa olhou mais a frente e avistou uma silueta encolhida perto das grandes rochas que ali se situavam. Era curiosa ao extremo, então resolveu se aproximar para ver o que era. Quão enorme foi a sua surpresa ao encontrar o dono de seus pensamentos. Zachary Efron. O loiro estava deitado na areia todo encolhido. Estava dormindo, mas não tinha uma expressão serena, a qual sempre admirava enquanto ele repousava nos seus tempos de namoro. Seu rosto estava vermelho, sua expressão era de desconforto, sofrimento e dor. Lágrimas secas marcavam suas bochechas. Meu Deus! O que faria agora? Era completamente impossível ignorá-lo e ir embora.

Sentou ao lado dele e se aproximou. Com certo esforço, colocou a cabeça dele em seu colo e começou a acariciar o curto cabelo sujo pela areia.

-O que será que aconteceu com você, anjo? Nem acredito que isso está acontecendo... Você aqui...Queria tanto poder te pedir perdão por toda dor que lhe causei. Zac... Eu ainda te amo tanto... Talvez até mais que antes. Esse maldito amor cresce cada vez mais dentro de mim e eu não sei o que fazer. Quando eu tinha você era tudo tão mais fácil. Eu era mais feliz. Eu era uma pessoa boa, que todos gostavam. Agora hoje... Não sou mais a mesma... Faria qualquer coisa pra te ter comigo outra vez, amor. Qualquer coisa...

Vanessa passou sua mão gelada pelo rosto de Zac. Arregalou os olhos quando viu as duas bolas perfeitamente azuis se abrirem. Oh meu Deus. Estava ferrada. Como explicaria isso para ele? Teria que pensar rápido.

-Va...Vanessa?

Zachary perguntou meio sonolento.

-Shiu... Você está sonhando, lindo! Volte a dormir.

Voltou a passar a mão nos cabelos dele, que sorriu aconchegando melhor sua cabeça no colo de Vanessa e abraçando a cintura dela com um braço.

-Eu amo a Nessa... Ela e a mulher da minha vida...

Zac sussurrou em meio ao sono. Não fazia ideia de que o que vira era completamente real. Logo, sua respiração estava calma e serena. Havia voltado a dormir. Vanessa estava morrendo de vontade de acordá-lo e dizer que não era um sonho. Que ela o queria de volta. Mas não o fez. Melhor que isso. Curvou-se para frente e uniu seus lábios aos de Zac em um selinho. Sorriu ao sentir a maciez dos lábios do mais velho e experimentou outra vez. Estava ficando louca.

Pegou o celular do bolso de trás de seu short e mandou uma mensagem para a pessoa mais apropriada para o momento.

“Ash, encontrei Zac dormindo na praia. Venha buscar ele. Estamos perto das  grandes rochas ao leste. Te amo. Xx”

~*~*~*~

Oi meninas! Me desculpem a demora para postar.
Estou passando por uma fase ruim, então não postarei mais esse ano.
Caso eu não passe mais aqui no blog este ano, quero desejar a vocês um feliz natal e um ano novo cheio de bençãos, realizações, amor, conquistas e muito sucesso.
Dedico esse capítulo especialmente às minhas amigas Anne,Bia,Jojo,Kah, 
Lala, Lari, Lau 1 (panda), Lau 2, Paula, Rachel e Vitória!
Obrigada pela amizade de vocês!
Amo muito vocês ♥♥♥