25 de dezembro de 2014

Joyeux noël,Feliz Natal

23 de dezembro.  A cidade estava toda enfeitada. Paris já era linda, mas no natal conseguia ficar perfeita! Oh, me desculpe se não me apresentei. Sou Vanessa Hudgens, tenho vinte e oito anos, nasci na Califórnia, mas atualmente vivo em Paris, a cidade dos meus sonhos. Mudei-me para cá há quase quatro anos quando me formei em fotografia na Universidade da Califórnia.  Eu amo fotografar tudo. Ambientes... Paisagens... Pessoas... Mas o meu forte mesmo é fotografias em estilo lifestyle e newborn, com bebês recém-nascidos. Eu realmente sou uma fotógrafa bem conceituada em Paris devido esse meu diferencial.

Mas enfim... Após um ano já morando em paris, conheci um rapaz. Zachary Efron. Um francês de carteirinha, lindo, alto, forte, olhos extremamente azuis, meigo e mega romântico. O cara dos sonhos de qualquer mulher. Nos encontramos através de nossas profissões. Sim, por incrível que pareça ambos somos fotógrafos. Depois do nosso primeiro encontro, nos tornamos melhores amigos. Não nos desgrudávamos mais. Eu vivia na casa dele e sua mãe me tratava como se eu fosse da família. Alguns meses depois começamos a namorar.

Nosso namoro era puro e doce. Zachary era perfeito em todos os sentidos e graças a Deus nunca tivemos uma briga muito séria. Enfim... Irei passar o natal com a família Efron. Fui a um shopping e comprei presente para todos e logo voltei para o apartamento que eu e Zac dividíamos.

-Boa noite amor!

-Bonne nuit, ma princesse! Como foram as compras?

-Ótimas Zac. Acho que finalmente comprei tudo!

-Que bom, Nessa. Agora vem cá que eu estou com saudade. Já faz dois dias que não ficamos assim, em casa, sozinhos.

Zachary bateu as mãos em suas pernas e eu logo sentei em seu colo, de frente para ele. Deitei minha cabeça em seu ombro e afundei meu rosto na curva de seu pescoço. Sorri ao cheirar o local e ver Zac se arrepiar.

-Mamãe está louca para ver você. Segundo ela, uma semana sem te ver é o fim do mundo.

-É por isso que eu amo minha sogra.

Ele riu e logo senti seus lábios nos meus. Seu beijo me transmitia tanta paz e segurança que às vezes eu achava que desfaleceria em seus braços. Zac passou os beijos para meu pescoço e ombros. Quando vi, minha blusa rendada estava jogada no chão, juntamente de sua camisa. Era sempre assim. Com Zac ao meu lado eu perdia a noção do tempo e o mundo a minha volta sumia. E dessa vez não seria diferente. Me entreguei a ele como se não houvesse tempo, mundo e nem ninguém.

+++

24 de dezembro. Véspera de natal. Acordei cedo e vi que Zac não estava ao meu lado. Levantei-me, fiz minha higiene e me arrumei. Quando fui para a cozinha, vi a mesa posta com tudo que eu amava. No centro, havia uma caixa de coração com meus bombons favoritos e um cartão.

“Bonjour, ma belle. Preparei esse café para que você comece muito bem o seu dia. Tive que ir para a casa dos meus pais para ajudá-los a resolver uma questão da loja deles. Não volto em casa, te espero lá. Perdoe-me por não estar aí, mas espero que goste de meu pequeno presente que está em cima da mesinha de centro na sala. -Com amor, seu Zac”.

Corri até a sala e vi uma caixa preta com um enorme laço dourado e vermelho. Cuidadosamente, me desfiz do laço e tirei a tampa. Era um vestido. Lindo. Zachary tinha bom gosto e sempre acertava nos presentes. E esse, eu com certeza, usaria na noite de hoje.

+++

Já eram quase oito quando terminei de me arrumar. Após prender meus cabelos em um coque grego e meio desalinhado e passar uma maquiagem leve, destacando os olhos, vesti cuidadosamente meu mais novo  vestido, que serviu como uma luva, e coloquei um par de brinco dourados. Para completar, calcei uma sandália de salto alto preta e peguei em uma bolsa de mão dourada.



Dei uma última olhada no espelho e sorri com a imagem. Peguei os presentes, tranquei o apartamento e me dirige até a residência dos Efron’s.

Ao chegar lá, apertei a campainha e quem atendeu foi  minha querida sogra, dona Heloíse.

-Est le bienvenu, cher!

Ela me abraçou forte e logo me puxou para dentro de casa. A casa estava linda, toda decorada com enfeites natalinos e uma música baixinha e tranquila se ouvia ao fundo. Guardei os presentes e depois fui cumprimentando as pessoas que ali estavam. Quando coloquei meus olhos em Zac, meu coração disparou e meus olhos brilharam. Ele estava lindo. Mais lindo que nunca. Usava uma calça jeans escura e uma camisa social branca, com os primeiros botões abertos. Ele estava conversando com o pai e eu me aproximei devagar. Quando estava próxima o bastante, pousei minhas mãos em sua cintura e o abracei por trás. Senti suas mãos segurarem as minhas e ele se virar para ficar de frente para mim.

-Você está perfeita, mon amour!

-Obrigada, amor. Você também está lindo. E obrigada pelo presente.

Ele sorriu e me abraçou, depositando um beijo em minha testa. Depois, cumprimentei meu sogro e ficamos conversando. As horas se passaram e enfim era a hora de trocarmos os presentes.

Quando chegou a vez de Zac, ele entregou o presente de todo mundo e deixou o meu por último. Quando se aproximou de mim, me puxou pela mão e me deu um beijo na bochecha.

-Bom, amor. O meu primeiro presente você já ganhou, e cá entre nós, ficou divinamente em você.

Ele pegou minha mão, me fazendo dar uma voltinha, o que fez todos rirem.

-Agora esse é meu segundo presente.

Ele me entregou um envelope e quando o abri encontrei duas passagens de avião para a Califórnia e o olhei com os olhos brilhando.

-Sei que você está morrendo de saudade de seus pais, então achei que seria legal se fossemos passar o ano novo lá. Já está tudo certo e toda sua família já tá sabendo. Gostou?

Ele me olhou apreensivo, mas esse olhar logo mudou depois que abri um sorriso gigante em sua direção.

-Eu amei, amor. Obrigada!

Beijei sua bochecha e o abracei fortemente.

-Que bom que gostou, mas ainda não terminou. Bom... Nessa, você sabe que eu te amo e que não sei viver sem você e tudo mais. Até porque não me canso de te dizer e te provar isso todos os dias. Mas eu acho que já está na hora de ir mais além. Quero poder andar por aí com você e dizer que você é minha mulher e que ninguém te roubará de mim. Quero acordar todos os dias, tendo a certeza de que você ainda vai estar lá. Quero estar com você quando seus cabelos começaram a ficar brancos. Quero estar com você quando eu virar um velho chato e você uma velhinha caduca. Eu preciso viver o resto da minha vida ao seu lado. Eu quero começar a construir nossa família. Quero você pra sempre na minha vida e no meu coração. E é por isso que eu preciso saber se você aceita se casar comigo?

Eu estava feita em lágrimas e quando vi Zac abrindo uma caixinha e revelando um lindo anel de noivado, minha situação piorou. Desmanchei-me em lágrimas e não consegui conter a emoção. Beijei seus lábios com calma e ternura, agradecendo mentalmente a Deus, por ter encontrado Zachary Efron.

-É o que eu mais quero nesse mundo, Zac. Ser sua pra sempre e construir uma vida ao seu lado. É claro que eu aceito me casar com você.

Ele sorriu em meio às lágrimas e logo colocou o anel em meu dedo. Era lindo e simples. Volto a dizer que Zac sempre sabe o que escolher para me agradar. Ele me beijou novamente e ouvi várias risadas, gritos, palmas e assovios vindos das pessoas ali presentes.

-Bom, agora é minha vez. Então, amor... Fiquei igual a uma louca esse último mês tentando procurar um presente capaz de compensar tudo o que você fez e faz por mim, mas não encontrei nada. Eu queria expressar o tamanho do meu amor por você, mas cheguei a pensar que isso seria impossível.  Mas duas semanas atrás, comecei a senti algumas coisas estranhas e procurei um médico. Fiquei com medo de estar doente e por isso não te contei. E bom... Acho que pode não ser um presente material,isso que eu vou te dar, mas tenho certeza que será o maior dos presentes que vamos receber em toda nossa vida. O mais especial e o mais puro e delicado de todos.

Peguei um pequeno embrulho entreguei a ele. Zac abriu e me olhou chorando.

-Parabéns, papai!

Na caixa haviam dois sapatinhos de lã, um azul e um rosa, e um cartão com os dizeres “Papai, estou chegando.”

Zachary colocou a caixa em cima da mesinha de centro e me abraçou com toda a delicadeza do mundo e chorou em meu ombro, me agradecendo por me dar o melhor presente de todos, afinal, seu sonho era ser pai. Quando se acalmou, me olhou nos olhos e repousou uma mão em meu rosto e a outra em minha barriga. Ficamos nos olhando e sorrindo apreciando aquele momento único e mágico. De repente ouvimos um click e quando olhamos, minha sogra estava com uma câmera fotográfica nas mãos.

-Me desculpem, mas tive que registrar esse momento.

Balancei a cabeça negativamente, rindo, assim como todos ali, e voltei meu olhar para Zac.

-Joyeux noël, mes amours.


-Feliz natal, minhas vidas!


+++ 

Feliz natal meus amores!!! Que o Menino Jesus abençoe e ilumine o lar e a família de cada uma de vocês!!! Sei que a fic está pequenininha, mas foi o que consegui escrever com a correria do fim de ano...Agora enfim, literalmente, estou de férias e poderei me dedicar mais aos meus blogs!!!
Me acompanhem também em You are my destiny e comentem :)
Beijos e até mais!!!




3 comentários:

  1. Amei a ficção
    Ficou linda
    Feliz Natal a você também Rafa!!!

    ResponderExcluir
  2. Q lindo!!
    Amei
    Mto emocionante

    ResponderExcluir
  3. Vou expressar o q acabei em uma palavra: PERFEITO!!!
    Naos tenho mais o q acrescentar... Pq esta perfeito!!!
    Beijos

    ResponderExcluir